A CRIAÇÃO CORAL DE MARTIN BRAUNWIESER (1901-1991): ARRANJOS DO FOLCLORE BRASILEIRO

  • Editorial Universitaria UCCuyo
  • Ana Paula dos Anjos Gabriel
  • Susana Cecilia Igayara-Souza
Palabras clave: Martin Braunwieser, Arranjo coral, Fandango, Folclore brasileiro

Resumen

RESUMO

O presente artigo estuda a escrita coral de Martin Braunwieser em De Manhã e Algodão, dois arranjos corais para uso escolar. Os arranjos foram feitos a partir de melodias folclóricas do fandango caiçara, em consonância com um florescimento dos estudos de folclore no Brasil na primeira metade do século XX ocorrido por influência do modernismo brasileiro. Com um referencial teórico composto por Gramani (2009), Almada (2006) e Andrade (1962), o artigo analisa os procedimentos criativos empregados nos arranjos e os relaciona às pesquisas de folclore e às concepções de criação musical do modernismo brasileiro. Concluímos que o arranjador realiza um reaproveitamento de elementos musicais estruturais do fandango caiçara no contexto de uma linguagem musical erudita, em conformidade com as ideias do modernista Mario de Andrade sobre o uso do folclore na criação musical.

 Ana Paula dos Anjos Gabriel

Susana Cecilia Igayara-Souza

 

Biografía del autor/a

Editorial Universitaria UCCuyo

La Editorial Universitaria  tiene como finalidad difundir la producción de libros correspondiente a la Universidad Católica de Cuyo.

Ana Paula dos Anjos Gabriel

Regente coral, educadora e pesquisadora. Atualmente, é doutoranda em música pela Universidade de São Paulo (USP) sob a orientação de Susana Cecília Igayara-Souza, e membro do Grupo de Estudos e Pesquisas Multidisciplinares nas Artes do Canto.

Susana Cecilia Igayara-Souza

Docente do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo desde 2004, com foco nas disciplinas de Repertório Coral e Práticas Corais. Orientadora na pós-graduação, nas linhas de pesquisa em Musicologia e Questões Interpretativas. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas Multidisciplinares nas Artes do Canto.

Citas

Almada, C. (2006). Arranjo. Campinas: Editora Unicamp.

Andrade, M. [1962]. Ensaio sobre a música brasileira. São Paulo: Martins (Trabalho original publicado em 1928).

Braunwieser, M. (1959a). Algodão. São Paulo: Irmãos Vitale.

Braunwieser, M. (1959b). De manhã. São Paulo: Irmãos Vitale.

Carlini, A. (2000). A viagem na viagem: Maestro Martin Braunwieser na Missão de Pesquisas Folclóricas do Departamento de Cultura de São Paulo (1938) - diário e correspondências à família (Tese de Doutorado). Universidade de São Paulo, São Paulo.

Gabriel, A. P. A. (2016). A contribuição de Furio Franceschini e Martin Braunwieser para o canto coral artístico em São Paulo: práticas interpretativas de música europeia, com ênfase na Paixão Segundo São João de J. S. Bach (Dissertação de Mestrado). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de www.teses.usp.br.

Gramani, D. (2009). O aprendizado e a prática da rabeca no fandango caiçara: estudo de caso com os rabequistas da família Pereira da comunidade do Ariri (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal do Paraná, Curitiba. Recuperado de www.acervodigital.ufpr.br.

Publicado
2018-08-08